O Botox é o nome comercial do produto mais usado (existem outros como Dysport e Prosigne também disponíveis no Brasil) derivado da Toxina Botulínica.A Toxina Botulínica é obtida através da bactéria Clostridium botulinum que também é o agente responsável pelo botulismo uma doença rara mas potencialmente fatal, especialmente em crianças pequenas (se você é mãe deve saber que não se deve dar mel para bebês menores de um ano devido ao risco de botulismo infantil). Nos adultos a forma mais comum de contaminação é através de conservas caseiras.

Para ficar mais jovem e bonita vale até injeção na testa!

Para ficar mais jovem e bonita vale até injeção na testa!

O princípio que ela a doença é o mesmo que traz os proclamados benefícios estéticos: a toxina botulínica causa paralisia muscular. Como isso ocorre? Vou tentar explicar da maneira bem simplificada. Quando a gente quer mexer um músculo o nosso cérebro manda um comando em forma de corrente elétrica, esse comando faz baldeação na coluna (medula espinhal) e chega até bem perto do músculo. Entre o nervo e o músculo existe um espaço onde são liberados neutrotransmissores pelos nervos que ao serem recebidos pelo músculo provocam a contração, ou seja, o braço mexe.

É nesse espaço que atua a toxina botulínica. Ela ocupa os lugares que esses neurotranmissores iriam usar no músculo. Como não tem lugar para eles o músculo não percebe que eles estão lá e não obedecem o comando mandado pelo cérebro, ou seja, o braço não mexe. Nem todos os movimentos que fazemos são conscientes como levantar um braço. Piscar o olho, por exemplo, é algo que podemos fazer conscientemente ou o nosso cérebro pode mandar fazer sem a gente nem perceber.

O uso da toxina botulínica na estética foi descoberto dessa maneira, pelo piscar dos olhos. Os médicos Alastair Carruthers e Jean C estavam usando toxina botulínica em pacientes com blefaroespasmo (uma doença em que a pessoa fica piscando o olho descontroladamente sem parara) e perceberam que os pacientes ganhavam um bônus após o tratamento: ficavam com uma aparência mais jovem, com menos rugas. E assim foi descoberto o uso estético da toxina.

O resultado final das aplicações com Botox leva alguns dias para aparecer e depedente também da habilidade do médico que aplicar.

O resultado final das aplicações com Botox leva alguns dias para aparecer e depedente também da habilidade do médico que aplicar.

Então como você deve ter entendido tudo o que o Botox faz é paralisar os músculos, ou melhor, ocupar o lugar na acetilcolina (o nome do neurotransmissor que falei lá em cima). Ela pode ser usada também no tratamento de pessoas com hiperhidrose (suor excessivo) já que ali também há uma liberação acima do normal de acetilcolina. Com essa paralisia dos músculos a região fica mais relaxada e as rugas aparecem menos.

Com o tempo o corpo cria novos espaços para a acetilcolina e então ela volta a poder funcionar e o Botox deixa de fazer efeito, sendo necessárias então novas aplicações. Algumas pessoas desenvolvem anticorpos contra a toxina botulínica depois de algumas aplicações e para essas nem a aplicar novamente resolve.

A aplicação de Botox pode ser feita no consultório médico, e dura cerca de 30 minutos. Quando a pessoa é muito sensível pode-se usar anestésico local. Depois da aplicação fica um inchaço e vermelhidão no local que pode ser disfarçados com maquiagem. O efeito completo aparece depois de alguns dias, após a toxina fazer efeito. Antes as aplicações eram feitas em doses e pontos fixos, com o tempo os médicos foram adquirindo experiência e adaptando o uso do Botox a cada paciente. Com isso os resultados podem ser melhores e a habilidade de cada médico fazer a diferença.

O efeito do Botox é rejuvenescedor e não emburrecedor ;-)

O efeito do Botox é rejuvenescedor e não emburrecedor ;-)

É importante deixar claro que como quase tudo que vira sucesso no Brasil, passou-se a atribuir ao Botox resultados positivos e negativos que ele não é capaz de realizar. Criou-se até a expressão: “rosto botocado” para designar mulheres que exageraram nos procedimentos estéticos e que tem como representantes mais famosas por aqui a primeira dama Dona Letícia, Marta Suplicy e Ana Maria Braga.

Mas para o bem ou para o mal o Botox não é capaz de esticar a pele, muito menos de tornar lábios volumosos. Para o primeiro caso são necessários procedimentos contra flacidez (sendo o mais agressivo e eficiente a cirurgia plástica de lifting facial) e para o segundo preenchimentos (que não são feitos com toxina botulínica – se fosse assim a pessoa não conseguiria mexer a boca).

Enfim o Botox paralisa temporariamente o músculo e não o cérebro. Dessa forma ele não pode ser culpado também por péssimas atuações artísticas e muito menos pelas dificuldades, digamos assim intelectuais, de algumas pessoas famosas.

(pausa para limpar o veneno, ou melhor, a toxina que está aqui escorrendo)

Bom final de semana!

Para saber mais sobre tratamentos (que não são feitos com toxina botulínica) clique em

Flacidez: como lidar com o efeito gelatina?

Todo mundo quer ser Angelina Jolie

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.