Não tem muito jeito, mais cedo ou mais tarde, em geral após os 25 anos, começam a aparecer na pele algumas manchas escurecidas, elas podem aparecer depois de uma cicatriz de espinha, de uma picada de inseto ou mesmo “do nada”.

As manchas na pele costumam aparecer após os 25 anos e são umas das principais queixas nos consutórios de dermatologia.

De fato, até essa idade a pele costuma ter a coloração mais uniforme, depois disso passa a ser mais comum o aparecimento das manchas e aí aquela base mais fraquinha que costumava dar uma cobertura boa para a pele acaba sendo substituída por uma mais intensa. Tal problema costuma ser agravado por exposições intensas ao Sol (não esquece o seu protetor solar diário, hein!) e por alterações hormonais, seja por uso de anticoncepcionais ou pela gravidez. Mulheres com a pele mais escura como africanas, latinas e orientais costumam apresentar mais o problema do que aquelas de pele bem clara.

A hidroquinona é o ingrediente ativo mais prescrito pelos médicos dermatologistas para tratar manchas na pele. Quimicamente é um composto orgânico aromático, semelhante ao benzeno e que fora da medicina tem como maior uso a revelação de filmes fotográficos.

O produto não é o ingrediente cosmético ideal e tem vários problemas: primeiro nem sempre é bem tolerado, a alergia ao componente não é algo incomum entre os usuários, segundo, e mais grave, a hidroquinona tem capacidade de provocar a mutação do DNA in vitro e embora esse risco de desenvolver câncer não seja comprovado em humanos (mesmo em uso bem intenso como ocorre nas pessoas que trabalham diretamente na revelação de filmes) essa possibilidade não está totalmente descartada (veja os dois estudos mais recentes no final do post) e por esse motivo o ingrediente está proibido em alguns países como a França.

A hidroquinona pode causar alergia e a sua relação com câncer ainda não está totalmente esclarecida mas ela ainda é o agente clareador mais prescrito por sua eficiência.

Mesmo assim, por ser o componente mais eficaz no combate às manchas na pele (um problema muito comum, só perde para acne e micose nas queixas dermatológicas) ele continua sendo o mais prescrito, seja em produtos prontos, seja em manipulados.

A hidroquinona age diretamente nos melanócitos dificultando a reação química de formação da melanina (responsável pela pigmentação da pele) ao mesmo tempo em que degrada as bolsas que guardam a melanina dentro das células, tendo, portanto, ação dupla.

Mesmo sendo o ingrediente mais eficiente, a ação da hidroquinona é lenta e os resultados costumam começar a aparecer após 2 meses de uso diário do produto. Essa eficiência pode ser melhorada com outras estratégias como peelings químicos seriados e uso de laser (veja aqui mais detalhes sobre a prevenção e o tratamento de melasma). Durante o tratamento (e sempre!) é muito importante manter uma proteção intensa contra os raios de Sol, já que a hidroquinona deixa a pele mais fotorreativa fazendo com que a exposição solar com hidroquinona tenda a agravar o problema ao invés de melhorá-lo.

O tratamento com hidroquinona é lento e é necessário proteção solar intensa para não agravar ainda mais o problema.

Entre os produtos prontos existem 4 produtos comercializados com a hidroquinona (todos contra-indicados para menores de 12 anos e gestantes) como ingrediente clareador. O mais conhecido é o clariderme que é vendido como cosmético por ter uma concentração mais baixa do ingrediente (e por isso é vendido sem receita médica) de 2%. Os demais produtos (vendidos sob prescrição) Glyquim XM , Solaquim e Tri-luma apresentam concentração de 4%. O Glyquim XM contém ainda ácido glicólico na sua composição e o tri-luma contém ácido retinóico e corticóide (uma formulação clássica chamada fórmula de Kligman que antes era usada apenas manipulada). Em produtos manipulados a concentração pode variar entre 2 a 10%.

Se você sofre com o problema de manchas de pele o mais importante é a prevenção com o uso constante de protetores solares (não importa se sua pele seja morena). É interessante também evitar produtos a base de soja que podem conter fitoestrógenos, que como os hormônios podem agravar o problema. Para tratar o problema é essencial consultar um médico dermatologista já que o tratamento é longo e difícil sendo fundamental uma avaliação precisa da sua pele antes de aplicar produtos que podem não resolver e até piorar o problema. Existem diversos outros agentes clareadores (eu vou falar de um por um com o tempo se não o post iria ficar ainda mais gigante e ninguém iria aguentar ler até o final), por isso é sempre melhor consultar um especialista que irá dizer o que é melhor para você.

Artigos científicos sobre o tema

O mais recente de 2007 de um grupo britânico que avalia o potencial carcinogênico da hidroquinona em humanos.

O estudo clássico de 1999 feito por um grupo americano que avalia os riscos da hidroquinona em pessoas que trabalham diretamente com o produto.

 

Beleza Passo a Passo
Gostou do conteúdo? Assine agora para receber GRÁTIS um programa exclusivo de 5 dias para uma pele mais bonita e saudável + a lista com os 5 produtos de beleza essencias, que eu uso (e que custam menos do que R$ 60,00) !

A picture of a young woman resting her head on towels over white background

 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.