Skip to content

Ácido glicólico: mais uma arma contra as cicatrizes, manchas e envelhecimento da pele.

Já falei aqui no blog sobre as indicações e o funcionamento do ácido retinóico . Dado o grande interesse do respeitável público em saber mais sobre o assunto (o post de ácido retinóico é o mais visitado do blog – valeu Ciça!) decidi falar então sobre outros ingredientes que são parecidos, mas que tem características diferenciadas, e escolhi o ácido glicólico para começar.O ácido glicólico é um alfa-hidróxi-ácido (ok, o que exatamente isso significa não faz muita diferença). Assim como outros ácidos orgânicos como o lático, tártarico, cítrico e o málico, ele é derivado de alimentos, no caso da cana-de-açúcar. Entre os outros ácidos citados, o glicólico é o que tem a menor estrutura molecular e assim, melhor absorção pela pele.

O ácido glicólico puro tem pH (índice de acidez) próximo a 1,0 (ou seja, ele é muuuito ácido), e por isso tem que ser neutralizado (isto é, diluído) para ser usado dermatologicamente (ou não seria tolerado pela pele).

Vem da cana-de-açúcar um dos ingredientes mais usados pelos dermatologistas.

Vem da cana-de-açúcar um dos ingredientes mais usados pelos dermatologistas.

O ácido glicólico tem o poder de atuar aumentando a estrutura da epiderme (a camada mais externa da pele), da derme, e do colágeno, sendo eficiente para reverter os danos causados pelas cicatrizes da acne, bem como do fotoenvelhecimento cutâneo (melhora da textura e coloração e diminuição das rugas). O ingrediente também tem ação esfoliante, assim, além de estimular as células mais jovens, ele também ajuda a penetração de outros produtos na pele (como a vitamina C , por exemplo). Além do rosto o produto também pode ser usado no corpo para redução das estrias recentes (aquelas vermelhas).

Ao contrário do ácido retinóico, (que é sempre considerado medicamento e toda vez que aparecer na composição de um produto ele passa a ser considerado um medicamento e necessita, portanto, de prescrição médica) o ácido glicólico dependendo da sua concentração pode ser encontrado em cosméticos, em dermocosméticos (com eficácia comprovada através de estudos clínicos) e medicamentos. O ingrediente pode ainda ser usado em procedimentos realizados por médico dermatologistano consultório como peelings superficiais e médios.

Se comparado ao ácido retinóico, o glicólico costuma oferecer menos efeitos colaterais e, em contrapartida, ser menos eficiente. Ele é especialmente indicado para pessoas que tendência à formação de talangeictasias (que são pequenas varizes avermelhadas que aparecem na pele) já que elas aumentam com o uso de ácido retinóico (clique e leia estudo completo sobre o assunto se quiser se aprofundar).

Assim como diversos outros ácidos, inclusive o retinóico, a pessoa que está usando produtos a base de ácido glicólico deve evitar ao máximo a exposição ao Sol e usar sempre protetor solar .

Diacneal da Avéne é um dos dermocosméticos que contém Ácido Glicólico na sua composição.

Diacneal da Avéne é um dos dermocosméticos que contém Ácido Glicólico na sua composição.

Como peeling superficial o ácido glicólico pode ser usado nas concentrações entre 40 e 70%, devendo permanecer na face por cerca de 5 minutos, sendo depois neutralizado. Para um peeling médio ele pode ser usado na mesma concentração por um tempo maior (não passando de 20 minutos), segundo o site da dermatologista Denise Steiner .
No mercado existem diversos produtos contendo o ácido glicólico, além daqueles que podem ser formulados pelos médicos.
O medicamento comercial pronto mais conhecido é o Glyquin XM que contém ácido glicólico a 10% e hidroquinona (um agente clareador) e é especialmente indicado para clareamento de manchas como melasma .

Entre os dermocosméticos é bastante prescrito o Diacneal da Avéne , que contém ácido glicólico a 6% (eu uso é gosto bastante!). Tem também o Dermage Clarité peeling off , entre uma série de produtos que contém o ingrediente na sua composição.

É importante sempre lembrar que apesar de existirem diversos cosméticos e dermocosméticos contendo o ácido glicólico em sua composição o ideal é que esses produtos sejam prescritos por um médico dermatologista (o que é obrigatório no caso dos medicamentos). Ele pode avaliar se o produto é mesmo o melhor para o seu tipo de pele, bem como qual a concentração é a mais adequada, afinal usar a sua pele como pista de teste de produtos de beleza não é uma boa idéia, né?

Share Our Posts

Share this post through social bookmarks.

  • Delicious
  • Digg
  • Newsvine
  • RSS
  • StumbleUpon
  • Technorati

Comments

Tell us what do you think.

There are no comments on this entry.

Trackbacks

Websites mentioned my entry.

There are no trackbacks on this entry

Add a Comment

Fill in the form and submit.